Vamos falar sobre os 12 jogadores que fizeram história ao longo das suas carreiras, mas a lista é muito maior. Se pensarmos nos jogadores antigos, mesmo aqueles que já não estão lá, mesmo os mais novos que são tão bem sucedidos hoje em dia, a lista seria extremamente longa. Mas queremos dar-lhe parte da história e trajetória do que consideramos serem 12 jogadores que fizeram história hoje e ontem. A ordem em que os apresentamos a você não indica nada de especial, pois por uma razão ou outra qualquer pessoa pode estar no topo da lista. Alguns por causa de sua história de vida, começando pelo fundo, talvez nunca tenham imaginado para onde poderiam ir, outros com seus genes futebolísticos ou possibilidades econômicas que os ajudaram a chegar lá mais rápido. O que todos têm em comum é o facto de terem vindo encher os seus cofres com dinheiro como recompensa pela sua competência, inteligência e paixão de tantas pessoas no mundo por este desporto.

Instruções de uso

  1. Lionel Andrés Messi: Nascido em Santa Fé, Argentina, em 24 de junho de 1987, hoje tem 27 anos. Ele é um jogador de futebol argentino e medalhista olímpico de ascendência italiana que também tem nacionalidade espanhola desde 2005. Ele joga como atacante em Barcelona, primeira divisão da Espanha, e na seleção argentina de futebol, da qual também é capitão. Aos 17 anos, ele se tornou o jogador mais jovem do Barcelona a jogar uma partida na Primeira Divisão da Liga Espanhola. Sua descoberta foi na temporada 2006/07. A partir desse momento, ele passou a fazer parte da pintura titular. Na temporada 2007/08 ele recebe o número 10 após a saída de Ronaldinho para o Milan. A temporada 2008/2009 foi sua consagração como o melhor jogador do mundo. Na temporada 2009/2010 Messi atingiu alguns recordes históricos de pontuação, marcando 47 golos, dos quais 34 foram em competição da liga.
  2. Xavi Hernández: Nascido em Terrassa, Espanha, em 1980, futebolista pertencente à disciplina de Barcelona Football Club desde as categorias inferiores até a sua consolidação na primeira equipe. Ele é um meio-campista de técnica refinada que protege a bola como ninguém mais e observa com admirável simplicidade o ritmo que o jogo deve adquirir em cada fase do jogo. No final do Campeonato Europeu de 2008, que a Espanha conquistou pela segunda vez na história, ele foi nomeado Jogador do Torneio, distinção que raramente recai sobre um meio-campista e que reconheceu a sua contribuição fundamental. Ele pode ser considerado o jogador mais inteligente do mundo.
  3. Ronaldo de Assis Moreira, Ronaldinho: futebolista brasileiro nascido em Porto Alegre, Brasil, em 21 de março de 1980, mais conhecido como Ronaldinho ou Ronaldinho Gaúcho. Atualmente joga no Querétaro Fútbol Club, na Liga MX. Estreou como jogador de futebol profissional no Grêmio de Porto Alegre, mas desenvolveu boa parte da sua carreira futebolística na Europa, onde jogou pelo Paris Saint-Germain, FC Barcelona e AC Milan. Ele se tornou conhecido principalmente no clube espanhol, equipe em que ele ficou por cinco temporadas e recebeu reconhecimento mundial. Sua grande técnica e qualidade no controle da bola e a precisão em seus passes o distinguem. A FIFA o destacou como o melhor jogador do mundo.
  4. Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro, nasceu no Funchal, Portugal a 5 de Fevereiro de 1985, mais conhecido como Cristiano Ronaldo é um futebolista português que joga como ala do Real Madrid Club de Fútbol, na primeira divisão espanhola. Sporting de Lisboa descobriu-o quando tinha 10 anos de idade e a partir daí já estava a oferecer às crianças uma amostra do que poderia vir a ser. Cristiano começou a se destacar desde o início e logo se tornou o dono do flanco direito do United. O português permaneceu no clube de Old Trafford durante seis temporadas, onde ganhou alguns troféus muito importantes ao lado do Manchester. Mas os sucessos não ficaram por aí, já que Cristiano conquistou vários prêmios individuais, entre eles aqueles conquistados na temporada 2008: Chuteira de Ouro, Bola de Ouro e Jogador do Ano da FIFA, entre muitos outros.
  5. Diego Armando Maradona: Nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 1961. Um dos maiores jogadores de futebol da história, muitas vezes comparado ao lendário Pelé. Embora sua habilidade com a bola e sua técnica refinada se igualassem às do brasileiro, a carreira de Maradona foi muito mais irregular: seu caráter difícil, problemas de saúde e dependência de drogas arruinaram parte de sua carreira, mas não impediram que seu gênio brilhasse em várias ocasiões. Depois de vencer o campeonato mundial de jovens com a seleção nacional do seu país em 1979 e ganhar dois anos depois no Boca Juniors, ele começou uma jornada europeia que o levou para Barcelona, Nápoles e Sevilha. De volta à Argentina, ele jogou pelo Newell's Old Boys e Boca Juniors antes de se aposentar em 1997. Com a seleção argentina, participou de quatro campeonatos mundiais e conquistou o título mundial no México, onde teve uma atuação maravilhosa e inesquecível.
  6. Roberto Carlos da Silva: Nascido em 10 de abril de 1973 em São Paulo, Brasil, descendente de uma família muito humilde que o incentivou a seguir carreira como jogador de futebol. Foi formado em São João de Araras, de onde se mudou para Palmeiras em 1993. Na temporada 1995-1996, ele foi para a Europa e jogou pela Inter, onde inexplicavelmente não conseguiu vencer. O Real Madrid comprou-o por cerca de 800 milhões de pesetas, uma equipa que atingiu no Verão de 1997. Em junho de 2007 ele fez 3 temporadas com o Fenerbahçe da Turquia. No final de 2009, no Corinthians brasileiro. Em 12 de Fevereiro de 2011, assinou um contrato de 10 milhões de euros por dois anos e meio com o Premier League Club da Rússia. Pode-se dizer que simplesmente o melhor zagueiro da história do ataque, o incansável brasileiro de cima para baixo, não foi tão bom na defesa, mas compensado com algumas qualidades, como os seus poderosos chutes de longa distância.
  7. Franz Beckenbauer: Nasceu a 11 de Setembro de 1945 em Munique, Alemanha. Seus começos foram como um meio-campista e ele desenvolveu uma atividade de varredor ou meio-campista, que mudou o curso das táticas de futebol, adicionando o ataque a uma posição que tinha sido defensiva. Ele entrou para o Bayern de Munique em 1958 e jogou pela primeira vez pela seleção da Alemanha Ocidental em 1965, até um total de 103 vezes, participando do time vice-campeão mundial de 1966. Em 1984, ele foi nomeado treinador da Alemanha Ocidental, com quem disputou duas edições da Copa do Mundo da FIFA. Em 1992, foi gerente da equipe olímpica em Marselha, chegando ao segundo lugar na Copa da Europa, e mais tarde retornou ao Bayern como presidente, posição que às vezes combina com a de treinador. Beckenbauer foi presidente do Bayern de Munique até 1998, quando foi nomeado vice-presidente da Federação Alemã de Futebol. Foi sob a sua liderança que foi lançada a candidatura à Copa do Mundo da FIFA Alemanha 2006.
  8. Rivaldo: Vitor Borba Ferreira Gomes (nascido em 19 de abril de 1972 em São Paulo, Brasil), considerado um dos melhores jogadores de futebol do mundo entre o final dos anos 1990 e o início dos anos 2000. Com a Seleção Brasileira, ganhou a Copa América de 1999 e a Copa do Mundo Coreia do Sul-Japão 2002. Em 1999, ganhou o prêmio RSS de melhor jogador do ano, a Bola de Ouro da Europa e o prêmio FIFA World Player Award como jogador do FC Barcelona. Rivaldo, que jogava como atacante ou meio-campista, era um jogador de pés esquerdinos com técnica requintada, grande habilidade de drible, um chute potente e grande habilidade de marcar gols. Ele era especialista em atirar faltas e penalidades. Seus recursos infinitos, como o rabona ou o chileno, fizeram dele um jogador imprevisível. Anunciou a sua retirada em 15 de março de 2014.
  9. Omar Gabriel Batistuta: Nascido em Santa Fé, Argentina, em 1º de fevereiro de 1969, ele é ex-jogador argentino e ex-técnico do Club Atlético Colón na Primeira Divisão da Argentina. Atacante que qualquer equipe sonharia em ter, cabeçadas fortes e implacáveis, chutes de longa distância, o atacante mais forte, talvez comparável ao Rei Pelé ou ao grande Ronaldo. É conhecida mundialmente como "El Bati", "Batigol" ou "Gênio da região". Ele jogou 78 jogos e marcou 56 gols, tornando-se o artilheiro da história da sua seleção nacional, com uma média impressionante de 0,72 por jogo. Ele é o sétimo artilheiro da história da Copa do Mundo e o jogador argentino que mais gols marcou em suas três partidas (1994, 1998 e 2002).
  10. O´Rei Pelé : Nascido em 23 de outubro de 1940 em Três Corações, Minas Gerais, Brasil, filho de Dondinho, também jogador de futebol. Começou no Santos Futebol Clube, onde passou a maior parte de sua carreira, vencendo nove Campeonatos Paulistas, três Torneios Rio-São Paulo, seis Campeonato Brasileiro de Serie A, duas Copas Libertadores, duas Copas Intercontinentais e a Supercopa dos Campeões Intercontinentais. Pelé participou de três vitórias em Copas do Mundo com a seleção brasileira, que foi campeã em 1958, 1962 e 1970. Em 1970, tinha marcado 1.000 pontos até agora. Entre 1975 e 1977, ele jogou pelo New York Cosmos, com o qual ganhou a Liga Americana de Futebol em 1977. Considerado um dos melhores jogadores da história do futebol. Eleito o melhor jogador do século numa votação feita pelos vencedores da Bola de Ouro. A IFFHS nomeou-o melhor jogador do mundo e o Comité Olímpico Internacional concedeu-lhe o título de melhor desportista do século XX.
  11. Miroslav Klose: Nascido em Opole, na Polônia, em 9 de junho de 1978, o jogador de futebol alemão nasceu na Polônia e trabalha como atacante. Ele atualmente joga pelo SS Lazio na Serie A da Itália e também pela seleção alemã até terminar a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Até hoje é o artilheiro da seleção alemã, com 71 gols em 134 jogos, e é o artilheiro da história da Copa do Mundo com 16 gols, superando Ronaldo que tem 15. Com seu gol contra o Brasil, Klose venceu Ronaldo ao marcar seu 16º gol e se tornar o artilheiro da história da Copa do Mundo. Ele também venceu o mítico Torpedo Müller como o maior artilheiro da história da Alemanha.
  12. Franck Ribéry : Nascido em Boulogne-sur-Mer, França, em 7 de abril de 1983, em uma família humilde, vivendo em um bairro pobre nos arredores de sua cidade natal. Com apenas dois anos de idade, Ribéry sofreu um grave acidente de carro que quase lhe custou a vida. O seu rosto foi segmentado, cortado em várias partes pelo pára-brisas do carro. Ele foi intervindo imediatamente, mas pouco poderia ser feito para melhorar seu estado estilístico. Ele teve uma infância e adolescência muito difíceis. Como se isso não bastasse, Ribéry converteu-se ao Islão. Wahima, francês de nascimento mas de origem argelina, com quem tem actualmente duas filhas, teve uma influência decisiva no jogador galego, que não hesitou em abraçar o Islão. Assim, o excelente meio-campista francês também é conhecido como Bilal, seu nome muçulmano. O francês atualmente joga como meio-campista de asa, geralmente à esquerda, pelo Bayern de Munique na Bundesliga alemã.

O que você precisa

  • * Conhecer e ler suas vidas e histórias profissionais como futebolistas.

Dicas

  • Não importa o quão grande é um jogador deste esporte popular, o mais interessante é saber sobre suas origens para avaliar o esforço e até onde eles poderiam ir.